David Bowie fala dos medos



O músico britânico David Bowie, 66, confessou ao tabloide "The Sun" que o pior momento de sua vida foi quando morava em Los Angeles, em 1975, e consumia drogas compulsivamente. O cantor explicou que gostaria de ter seguido o conselho de não usar drogas, que ouviu na adolescência. "Fui avisado antes, durante e depois de ser usuário. Todos os avisos estavam certos", comentou.
Bowie deixou o alerta para os mais jovens, e acrescentou que foi por essa razão que se mudou dos Estados Unidos para Berlim nos anos 1970. A mudança, na época, gerou uma nova fase na música de Bowie. Em Berlim, ele fez os discos "Low", "Heroes" e "Lodger". Enquanto se prepara para lançar "The Next Day", Bowie falou também sobre a infância e afirmou que tem medo de voar.
"Eu tenho tentado hipnoses, mas nada tem funcionado. Eu gosto de pensar que esse medo tem seus benefícios. Eu viajei por toda a América de trem e vi o que merecia ser visto", disse. O novo álbum de Bowie, "The Next Day", chega às lojas em 11 de março.

Comentários