AC/DC: PHIL RUDD: Baterista tem sentença adiada...



Phil Rudd, ex-baterista do AC/DC e réu de um processo por ter ameaçado de morte um funcionário e a filha dele, teve o anúncio da sentença adiado. A pena seria divulgada em 26 de junho, no entanto, Rudd terá de comparecer ao tribunal apenas no dia 9 de julho. Segundo o periódico neozelandês SunLive, a corte não informou o motivo do adiamento.

O músico se declarou culpado, durante um julgamento na Nova Zelândia, que aconteceu em 21 de abril, de ameaçar matar um empregado e a filha de dez anos do funcionário. O músico também se declarou culpado pela acusação de posse de metanfetamina e maconha.

Segundo informações do jornal local New Zealand Herald, Rudd telefonou ao empregado no dia 26 de setembro de 2014 fazendo ameaças de morte. À época, a polícia local fez uma busca na casa dele, localizada na cidade de Matua, na Ilha do Norte da Nova Zelândia, e encontrou metanfetamina e maconha.

Perante a declaração de Rudd, o juiz do tribunal de Tauranga manteve a liberdade condicional do músico, que receberá uma sentença definitiva no próximo dia 9 de julho. Craig Tuck, advogado do baterista, afirmou ao jornal local que tudo não passa de uma confusão gerada por uma "ligação mal-humorada".

Comentários